01 junho 2017

II caminhada Infantil. Na Busca da Pata de Cavalo na Fraga (4). FIM

Bom Dia Mundial da Criança/2017
com a certeza de que a maioria das crianças do mundo nem sabem deste dia, comemoramo-lo lembrando o que as crianças que conhecemos vão fazendo num dia a dia qualquer como por exemplo a: II caminhada Infantil. Na Busca da Pata de Cavalo na Fraga
 Tínhamos ficado, no último capitulo publicado, no achamento da Pégada Cravada na Fraga no Cabeço de Parambos
 Tínhamos agora o caminho de volta, como e iríamos fazer? diretamente ou ainda temos tempo de dar mais uma volta?
 Ainda é cedo e podemos dar uma volta por aí, sugeriram os pequenos Caminheiros.  
Tomada a decisão, descemos da Fraga e partimos à descoberta de um caminho possível.
 e no monte muitas coisas nos podem chamar a atenção. deste feita foi um Pinheiro tombado que o David "achou"
 e cheios de vontade logo se prontificaram para repor o equilíbrio do Pinheiro
 Ou Oupa! ou Oupa! e lá o forma levantado
 Foi um momento bom de ver como a força humana pode também ajudar a natureza a ficar mais equilibrada
 E o Pinheiro agradecerá este esforço, depois havemos de lá voltar para ver resultou.
 e lá progredimos de fraga em fraga, andando ou escorregando com cuidado
 e a "Burra" lá nos acompanhou, amarrada ao seu fio, agora está a voar e pode ... pois já tínhamos vistas as vacas voadoras da geringonça, para provar que tudo é possível!
 e continuamos pois subir e descer as fragas é um bom exercício para os miúdos e para os graúdos 
E o Cabeço é uma autentica catedral de fragas únicas, pois são nossas e todos um dia já por ali andamos subindo-se e descendo-as e até passando-lhes por baixo
 um sobreiro cresceu sobre uma fraga, um bonzai gigante, desperta a atenção e é um bom motivo para uma foto de grupo

  e ali ficou a "impressão" de todos, ou quase! pois foi decidido que todos tocariam a árvore cada qual com a sua mão. 
este é o momento que a Maria conseguiu ver uma carraça... Tens um bichinho aí.  E ao apanhar o "bichinho" vimos que era uma carraça, pois elas, as carraças,  andam também pelo monte. Esta teve vida curta e finou-se ali como deve ser.
 e estava a terminar o nosso corta-mato o caminho da Poça,  ali ao fundo,  já estava à nossa espera
depressa lá chegamos e não tardou em apanhar os paralelos do caminho do Cabeço
 donde se aprecia todos o horizonte que leva o nosso olhar para além do Douro
 E assim estávamos no final desta etapa de uma aventura de "alpinismo" e  descoberta que preencheu esta tarde em tempo de férias da Páscoa.
 é tempo de contar e  guardar os "cajados" da Caminhada, par estarem preparados para a próxima.

E assim  e passou este Dia de crianças no Cabeço de Parambos, a Aldeia Mais Verde da Galáxia. E que belo Dia
Fim da reportagem da, II caminhada Infantil, Parambos/2017

At Ento/ViverParambos

31 maio 2017

saudação ao Campeão Nacional

Saudámos o Campeão Nacional 
de Andebol 
2016/2017 

BRAVO! BRAVO!!BRAVO!!!

Que o desporto se festeja em todas as modalidades.

At Ento/ViverParambos

24 maio 2017

II caminhada Infantil. Na Busca da Pata de Cavalo na Fraga (3)


Cá estamos novamente com a continuação da reportagem da  II caminhada Infantil. Na Busca da Pata de Cavalo na Fraga para ver o capitulo 2 clique aqui), agora no terceiro capitulo sobre um horizonte lindíssimo, para lá da nossa  aldeia, como é o que se avista do Cabeço.


Tínhamos ficado no momento em que os nosso pequenos heróis tentaram levantar  pedregulho, (vale a pena rever é só clicar acima no link assinalado)
 Logo a seguir por razões estratégicas, dois caminheiro tiveram de ausentar e aqui fica o momento da separação, e vão assim falhar  o  momento  do " achar a pegada de cavalo cravado na fraga " pois hoje, aqui,vamos lá chegar
 como esta bela fraga, cheia de entrências e reentrâncias, nada tinha para no revelar, avançamos no caminho da busca
 sempre perscrutando todas as dobras das fragas, deu tempo para  domar os cavalos naturais que habitam as árvores, neste caso o sobreiro estava ali mesmo à espera de ser montado e dava uma sombrinha que nos refrescou por instantes
 mas não era o "cavalo" do sobreiro que procurávamos, parece lembrar-nos o mais novo caminheiro, Xavier, perguntando se não era aquela pocinha ali! Onde? Ali. Óh! Não era,  e avançamos. 
 Resoverms os nosso pequenos aventureiro procurar cima das fragas altas. dizendo que: Se o cavalo salta para o outro lado do rio tem de ser alto. 
Tem lógica , mas definir o alto quando estamos no cabeço onde cada fraga parece estar mais alta que a outra, é difícil e não era aqui em cima mesmo.
 E... grito de alarme... será ali, grita o David, saltando para uma fraga logo ali em baixo, no cimo do cabeço claro!
 Era mesmo!
 foi descoberta a "pégada do cavalo cravado na fraga" existia pois que a vimos ali aos nossos pés, disfarçada e que não aparece a quem não a procura 

 Nós procuramo-la e achamo-la, ali estava a pegada que o cavalo deixou ao fincar a pata para ganhar balanço e assim dar o salto para fugir "dos maus" que "perseguiam e senhora da Assunção" ligada pela lenda da nossa aldeia  a este cabeço
A Maria quis experimentar se a pata era mesmo de cavalo ou se seria de Burra e assim testou o tamanho e reparou que na pata cravada na fraga cabia lá a sua burra completa. (sendo que a "burra" é uma pinha amarrada a um cordel que acompanha o dono que a puxa) e tem um evoluir interessante no caminho, experimentem
 e todos correram para ver, apalpar, tocar sentir a textura e a força telúrica da fraga e de lenda
 ainda sugeriram que aquela "poça" maior na fraga seria uma espécie de manjedoura. Mas, logo alguém sugeriu: Se estavam a fugir nem tinham tempo de comer... tem lógica este reparo e 

Era bem melhor que fosse uma piscina, pois agora refrescávamo-nos nela, pois estávamos quentinhos  desta subida, mas não era! 
fez de sala-de-estar para esta pose do conquistadores e de desafio superado..
 agora só falta o voltar ... veremos no próximo capitulo.
 At Ento/ViverParambos 


17 maio 2017

Páscoa 2017. Encomendação das Almas (3)

 Estamos hoje a concluir a reportagem da "Encomendação das Almas", uma tradição que em Parambos se canta na Quinta Feira Santa (para ver o capitulo anterior clique aqui) dia em que o Senhor está amortalhado.
 
depois de darmos a Volta pelos pontos de "canto" entre o Bairro e o S Pedro voltamos a Parambos para a última estação que acontece no largo do Fundo do povo
 onde se entoa pela última vez, este ano, o canto de encomendação
 Tiramos a última fotografia de grupo  fazem-se as despedidas, até para o ano... Mas

Havia surpresa. A nossa cantora Alice tinha estado a fazer os Folares Doces e disse que havia lá um ainda meio quente.

Convidou o grupo para provar e este é daqueles convites que não se pode recusar. Nada melhor que os Folares Doces, pois tem todo o espírito dos sabores da Páscoa 
Assim o grupo viu recompensado o esforço, feito com gosto, e no aconchego do forno de  Alice e Adolfo em ambiente aquecido ( a noite lá fora era bem fresquinha),
Saboreamos o, ainda quente, Folar Doce. passou-se em revista os momentos que na noite foram marcantes
 Pensamos nas pessoas que, sendo costumeiras,  não puderam estar 
 Lembramos os antigos cantadores que ainda hoje se recordam como motivadores para esta tradição, única em Trás Os Montes,  persistir
 e por momentos perdoamos ao " pecado da gula " e repetimos, pois há pecados, como este se o é,  que sabem bem.
e já estamos à espera do próximo...
 FIM. 


At Ento/ViverParambos

12 maio 2017

Homenagem do SC Parambos aos Sócios/40 anos (3)

Vamos hoje divulgar a parte da noite e do jantar da "Homenagem do SC Parambos aos Sócios/40 anos" 
Muitos foram os amigos que se juntaram no jantar deste dia de homenagem aos sócios 40/anos
 vieram, de muitos lugares para estarem aqui e em todos os momentos deste dia que vai grande
 e sentiram-se bem no aconchego deste espaço, o Clube,  que sabe receber bem
 retribuir as simpatias que nos dispensaram
 e as memórias que se revivem nas histórias contadas por quem as viveu
 e sentimos-nos de facto os " maiores da Europa " porque o somos.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 houve lembranças oferecidas pelo momentos que se vive e o ano 80 que se festeja.
 cantaram-se os Parabéns a uma só voz
 
 ouviram-se palavras de orgulho e realização ao longo dos tempos
e ficam nas palmas a glória deste dia que deve ser um marco de que só se vive vivendo com sentido e, só se realiza fazendo, com todos, os grandes momentos colectivos acontecerem.
Longa vida ao Sporting Clube de Parambos
 At Ento/ViverParambos