09 novembro 2020

Postais de Outono - mistérios dos montes de Parambos

o Outono é uma época de excelência para procurar e descobrir os mistério que todos conhecemos e s e escondem debaixo da terra e emergem ou dão sinais nestes tempos. E há lá coisa melhor de se ver/apanhar/fotografar e saborear!

as Sanchas  espreitando pelos verdes musgos

os Frades tentando esconder-se entre as giestas


ou as cores das árvores, neste caso a cepa que se veste, depois de dar o litro de uvas,  de cor garridas para saudar o Outono  das nossas vidas


Postais para avivar/ilustrar as nossas saudades pelos tempos normais, mas a natureza acontece de qualquer maneira, é só estar atento e registar!

 para Vós com votos de bom cuidar pois isto vai passar con o contributo de todos.

 At Ento/ViverParambos 

31 outubro 2020

Memorial da Nossa Gente ano do Corona 2020

 Todos os anos há um dia especial dedicado, no calendário,  para recordar homenagear os que partiram. Esse dia é o 1º de Novembro, um dia que a republica fez feriado para desta forma lembrar e que há um tempo para homenagear e pensar neles.

Como é costume neste dia dedicamos uma atenção especial aos que entretanto nos deixaram mas que aqui serão sempre lembrados para que todos possamos homenagear com um pensamento, uma oração, uma lembrança que nos desperte e dê um toque de vida à eternidade que os contém










em forma de oração deixamos um pensamento escrito, por Li Malheiro  para recordar os seus. 

" Fecho os olhos,

E vejo intensamente

A saudade, de quem 

Não vejo, ao pé de mim,

Há uma eternidade.  "

Que cada palavra seja uma lembrança que tenha vida, recordação e memória. a memória dos nossos, a Nossa Gente.

 At Ento/ViverParambos

10 setembro 2020

2020 Ano do Corona, tempo de recordar

Estes tempos devem ser preenchido com tarefa compatíveis com as normas sociais. Pelos vistos há coisas que se podem fazer sem perigar: o pesquisar Álbuns para avivar recordações, ou Baús para dar vida a memórias  que por lá esperam ser regatadas é um bom exercício.  

Pelos comentários que temos recebidos são muito bem vindas estas recordações que revivem e nos reavivam a memórias de tempos que só que tiver mais de 30 anos pode dizer que os viveu 

 

foi um tempo em que se "modernizaram" pagaram a um armador para armar os andores como se árvores de natal fosse, tantas eram os brilhantes que as compunham. 

embora houvesse sempre o espirito/vontade de manter o estilo natural de elementos dos nossos campos e das nossas mãos e assim do S Pedro saíram sempre andores feitos pelos pessoal de cá



 
Era um toque que fazia a diferença e abria a procissão dando-lhe o cunho tradicional da juventude que os fazia e brilhavam com a juventude que vivia este época com entusiasmo de festa durante uma semana antes
















Agradecemos a disponibilidade  de sempre desta partilha que nos ilustra momentos da história de outros Agostos com a nossa festa e a nossa gente, e vai fazer a delicia de quem os viveu e os fez acontecer assim.
At Ento/ViverParambos


08 setembro 2020

8 de Março, dia em que as merendas "eram levadas"

 neste dia, da Senhora da Paixão,  era o dia em que as merendas eram levadas. em Arnal eram levadas lá para cima para se fazer a festa e merendar, antes da procissão descer. Para nós era um marco de que agora as sestas acabavam e os trabalhos de campos faziam-se como de costume. Trabalha-se de manhã, janta-se  (o almoço de hoje, ao meio dia antigamente era o jantar) e volta-se ao trabalho logo a seguir sem o descanso da hora do calor.



Apanhamos uma memória, de há uns anos antes, do conjunto, que faz o altar da Paixão do Senhor, fora da Igreja numa sessão fotográfica, para um cartaz. Aqui deixamos para quem não possa ir, como era costume, por causa da época Corona


a Senhora da Paixão hoje celebrada, aqui na sua expressão de dor de mãe que assiste à morte do filho. E que normalmente passeia neste dia na procissão 


 Quer dizer que agora começa o ciclo dos dias mais pequenos e as noites maiores, em direcção ao Inverno e a vida das pessoas ajusta-se. 
Era assim que se sentia a vida na aldeia agrícola
Agora vivemos os tempos modernos e este ano sob o signo do Corona. Cuidem-se como mandam as regras.

 At ento/ViverParambos 

05 setembro 2020

2006 - 14 anos aqui - 2020, ano do Corona (2)


 


tempo de aniversário é tempo de, agradecer as muitas mensagens e felicitações recebidas, e também recordar a vida e nada melhor que poder ir ao Baú e desencantar momentos de felicidade e festa de outros tempos, não muito distantes mas, que já fazem memória e história para contar aos de hoje.

Recordemos pois!


 


 



 


















Que todos os dias sejam de celebração da vida e com boas memórias para ver que valeu a pena. Continuamos de parabéns por pertencermos a uma comunidade com história e que dela tem orgulho e isso é bom demais.

Cuidem-se e portem-se dentro das normas Corona para os dias voltarem a ser à nossa maneira.

At Ento/ViverParambos


04 setembro 2020

2006 - 14 anos aqui - 2020, ano do Corona

PARABÉNS a Nós
Neste dia 4 celebramos o 14º aniversário de criação deste espaço. Era um tempo ainda muito novo nas tecnologias e Parambos foi das primeiras aldeias a ter uma janela para o mundo e isso é bom. Isso ninguém nos tira, é o espirito positivo deste Nosso viver

hoje já todos tem uma janela na sua mão  para interagir no momento, mas aqui ainda continua a haver espaço para aquele momento que se espera para ver, e que se vê o que nem sonhamos que existe, como esta reportagem de hoje, com que  ilustramos o nosso aniversário que para muitos é uma novidade total e para os que a viveram vai ser aquele momento de recontar esta noite a quem estiver a seu lado. e há lá coisa melhor que uma boa história ilustrada como esta!


 



































Esta reportagem foi feita muito antes de haver ViverParambos mas as memórias são imortais e quando são as nossas memórias comuns são eternas e fazem sentir que a vida vale a pena e se deixa marca então é sublime  ter um lugar à mão para recordar, ver e viver Parambos e arredores.  
Dias bons  de verde esperança para todos e cuidem-se, o Corona obriga
At Ento/ViverParambos