21 maio 2009

frutos da época, a Cereja

Nestes tempos, em que o calor começa a puxar, à árvores que coram e
embelezam a paisagem com os seus pontos vermelhos.



que se tornam mais saborosos à medida que nos aproximamos, fazendo crescer "água na boca"


ele há lá coisa mais saborosa, nesta época, que umas cerejas assim
vermelhas de doce, em fundo verde, claro!
Este miminho chega-nos do nosso atento e amigo Eduardo, que assim nos brinda ou nos faz morrer de saudades de não estar aqui ao pé delas.
Nós por cá gostamos muito deste momento.
At Ento

4 comentários:

Transmontana disse...

Estas imagens abrem, mesmo, o apetite!!!
É pena que aqui só se encontrem colhidas e em cestos, o que não é o mesmo...
Para quem as tenha "à mão", bom proveito!
Cumprimentos
Anita

at ento disse...

Olá Anita, Transmontana.
É caso para dizer, quase se sente o gosto, mas o cheiro só mesmo junto à cerejeira e apanhá-las é um acto de prazer como só quem o fez sabe dar valor. Quando não há hipotese, venham as das cestas...pior, pior é mesmo ficarmos só pelas imagens, só despertam a saudade.
Saudações com a nossa amizade.
At Ento

Ana Maria disse...

Ai-ai, essas cerejas são mesmo tentadoras, com toda essa distância nem dá pra imaginar o aroma. Mas me lembro ainda, que quando estive aí, minha avó Maria Cândida, não deixou meus primos mexerem na cerejeira que ela tinha, só pra guardá-las pra mim.
Mas qualquer hora ainda mato essas saudades.

Saudações.

Ana Maria
SP - Brasil

at ento disse...

Olá Ana Maria.
O aroma? é aquele gostinho fresco com gosto a orvalhadas matinais que fazem as cerejas brilharem antegozando o prazer que darão ao palato que as prove.
Saiu assim, um hino às cerejas. estas que desoertam a saudade.
Saudações com a nossa amizade.
At Ento