30 dezembro 2009

Natal 2009, Chuva num dia de Inverno

Hoje mostramos momentos de chuva e como ela transforma
a paisagem.
Embora a água corra, como normalmente acontece debaixo da ponte,
já há muito tempo que se não via tanta água por aqui.


correndo pelos canais



Fazendo cair os muros


inundando todos os lugares baixos


Fazendo malabarismos e quedas com danças inebriantes



dando uma luminusidade intensa aos caminhos onde se atolam os mais descuidados.

Mas isto é Inverno no seu melhor, pois a água faz o seu ciclo e as albufeiras voltam aos seus niveis.

Para sentires esta húmida época, aqui ficam estes registos.

Boas Festas


At Ento

9 comentários:

bugatty disse...

Da ultima vez que passei por essa pequena Ponte estava bem seca .E nao me lembro de a ver com tanta àgua mesmo quando passei a pé à uns anitos bem largos vindo de CAMPELOS COM BOAS RECORDACOES

Ana Maria disse...

Que lugar é esse mostrado nas fotos?

Ana Maria.
SP - Brasil

at ento disse...

Olá Ana Maria.
As fotos são do Ribeiro de Parambos, a ponte fica na estrada que vai para Linhares.
Enviamos votos de Bom Ano 2010, com as nossas saudações e amizade.
At Ento

at ento disse...

Olá Bugatty.
Os bons caminhos trazem sempre boas recordações, sinal de que valeram a pena as caminhadas.
Hoje o Ribeiro estava lindo de ver. com muito movimento de água que faz um grande barulho que se ouve na aldeia.
Enviamos votos de Bom Ano com as nossas saudações e amizade.
At ento

Helder Seixas disse...

Votos de um excelente 2010 para o Blog e seu autor, ano em que será atingida a visita nº 100.000 deste jovemmas entusiasmante canal de aproximação das gentes de parambos.

Saudações de amizade e continuação de Boas Festas,

Helder Seixas

manuela antunes disse...

ola é verdade que jà hà bem anos que nao havia àgua nesse ribeiro talvez se em agosto 1985 houvesse tanta agua quando eu me espetei de biciclete da ponte abaixo nao me tivesse maguado tanto
bom ano a todos

at ento disse...

Olá Manuela Antunes.
Ao lermos a tua memória desse Agosto com bicicleta e queda, pensamos: ainda bem que não havia tanta água, ou será que já sabias nadar? pois aqui, na ponte, o ribeiro RUGE, agora nesta época, de força e violência em turbilhão.
Bom Ano Para Todos Vós.
Saudações com a nossa amizade.
At Ento

manuela antunes disse...

o larila sabia nadar que nem um prego. e em vez de ter partido o braço e quase arrebentado o olho esquerdo, com tanta àgua talvez tivesse ido parar algures mais longe.
é prohibido caçoar
beijinhos verdes

at ento disse...

Olá Manuela Antunes.
Mesmo "sabendo nadar que nem um prego...", uma coisa era certa, molhada ficava de certeza.
Mas o importante é recordar os lugares e as suas fases, em Agosto ou no Inverno é e são sempre lugares que tem a magia de ser parte da história que cada um faz. As memórias só enriquecem quem as tem, nós só nos sentimos honrados pela partilha.
Continuação de Bom Ano, com as nossas saudações e amizade.
At Ento