12 julho 2010

Cinema em Parambos

E, tal como estava anunciado, o cinema veio ao Chôpo, bem no centro da aldeia de Parambos. Pela reportagem podemos ver muita gente que ali se concentrou para ver esta iniciativa meritória, que divulga um património que nós bem conhecemos e, para além disso, ver o que o mundo inteiro e viu e apreciou


Todos se acomodaram da melhor maneira e assim assistiu a um evento histórico que fala do Vale e do rio Tua com a sua belíssima Linha férrea


Um bom momento para reflectir sobre o que querem fazer a esta paisagem natural, e a sua obra de engenharia revolucionária, a Linha Férrea do Tua a Bragança, a quem o rei de Portugal deu a importância da sua real presença na inauguração
Oxalá a semente frutifique e que cada um defenda este património tão nosso e que temos o dever de deixar aos vindouros, se não melhor, como no-lo deixaram
Uma louvável iniciativa

At Ento

9 comentários:

Anónimo disse...

Deixem afogar a linha que o Ministro dos transportes vai oferecer um carro com gasolina paga aos passageiros que utilizem a linha do Tua, porque segundo ele afirma fica mais barato oferecer um carra com gasolina paga a cada passageiro da linha do Tua, que manter a linha aberta. Eu quero um carro. É este o desgoverno que temos neste país e ainda à quem os defenda.

MJ disse...

90% dos assistentes não perceberam nada do significado do filme. Foi por acaso um mero filme que passou por cá. Deixaram de ver a novela para ver um filme sobe uma linha e um rio que foi projectado numa tela no largo do choupo da nossa aldeia. E assim esta gentinha vai deixar afogar uma linha centenária em prol da construção de uma barragem que mais tarde poderão ir visitar num dos passeios de domingo.

at ento disse...

Olá MJ.
Muito redutora a tua visão do OUTRO. Que estudo te leva a concluir que as pessoas não sabem ver?.
Os filmes são mesmo projectados em tela, esse é o principio do cinema.
Tratas a nossa GENTE de "gentinha"? que deselegância...
As palavras reflectem a imagem de quem as escreve, embora se possa sempre aprender, esperamos.
Atentamente.
At Ento

MJ 1º disse...

Atenção! Não se deixem enganar! Há outro MJ no blog.
Eu...que sou o legítimo MJ, não fiz este último comentário.
Cheira-me que o nosso amigo voltou camuflado.

at ento disse...

Olá MJ 1º
É como dizemos sempre aos amargos da vida, as palavras revelam quem as diz e colam-se a quem as profere. A nós não fazem moça, é pena que GENTE da NOSSA GENTE enverede por aí. só as publicamos para que fiquem como um espelho, seja de quem for, mas é uma péssima imagem, convenhamos.
Atentamente.
At Ento

Paramboense disse...

MJ, MJ1º, JL e outros, são farinha do mesmo saco. Se não querem ser lobos não lhe vistam a pele identifiquem-se como pessoas. Não fazem nada como muitos e depois vestem o camofelado para criticar.

manuela antunes disse...

ola gente
eu acho que estes comentàrios todos dao muita importencia a quem nao tem nenhuma. nao se pode tratar de gentinha pessoas de quem somos filhos, netos ,sobrinhos enfim nossos familiares ou seja nossas raizes. quem nao compreendeu isso nem rasto de gente é!!!!!!!

at ento disse...

Olá Manuela Antunes.
Oportunas e sensatas palavras que nos deixas aqui sobre as "bocas" de alguém que não merece importância, é isso, pode ser que um dia "esse alguém" aprenda, finalmente, a viver em cidadania e com alegria em comunidade.
que tudo vá bem, com vocês, por aí.
Saudações com a nossa amizade.
At Ento

Marcos Pais disse...

Boas tardes,

o meu nome é Marcos Pais e sou uma das pessoas que está a levar o "Pare, Escute, Olhe" às aldeias.

Gostaria de partilhar aqui nesta caixa de comentários do blog que a iniciativa continua e que as pessoas têm-se mostrado agradadas com o filme. Temos tido, à semelhança do que se passou em Parambos, conversas interessantes que permitem uma visão ampla sobre as várias sensibilidades da região.
Gostaria também de aproveitar para anunciar um encontro que vai decorrer na próxima 4ªf dia 28, com todas as pessoas interessadas em defender a linha. Para mais informações poderão ligar para o 96.519.8975

Obrigado e até breve!