25 dezembro 2010

A Fogueira do Natal 2010

 A tradicional fogueira de Natal, que simboliza o lenho natalício, dos cristãos, ou o fogo sagrado de culturas anteriores, aconteceu como estava previsto, nas festividades associadas ao natal de Parambos



 pelas 21 horas, acendeu-se a fogueira de Natal 2010, no terreiro do Centro de Convívio e depressa ganhou o volume que aqueceu o ar e o ambiente

 As pessoas, acabada a ceia da consoada, vieram até à fogueira para cumprir a tradição



para conviver e falar desta noite especial que toca a todos e faz deste espaço um bom "salão" de estar






 Comemorar e animar o resto da noite, que ainda é uma criança e este a ano o galo não cantou por estas bandas


  e nem o frio da época que se faz sentir, foi obstáculo para continuar aqui o natal que se começou a celebrar

e a fogueira no seu papel principal,continua a arder e a espalhar o calor e a cor pela noite dentro nas chamas que espalham no ar o espirito da tradição e do Natal.

*********   FESTAS FELIZES   ******
At Ento

12 comentários:

BUGATTY disse...

Festas Felizes e bom Natal para todo mundo e em especial para as gentes de PARAMBOS.


RUI MANUEL

Nuno Seixas disse...

Bela Fogueira..
Muita pena tive de não poder estar presente, por uma questão de saúde.

Para ano lá estarei:)

Um abraço e votos de uma boa continuação desta época de festa...

Paramboense disse...

Porque não voltar com as fogueira ao Largo do Chopo. Em vez de se fazerem grandes fogueiras como querem fazer, fazem-se mais pequenas a condizer com o largo. Sempre ficam mais à mão para quem nela se quizer aquecer. Aqui está fora de mão. Vamos recordar tempos passados e não venham dizer que o Largo é pequeno. O Largo é o mesmo de antigamente. As pessoas agora querem é fazer grandes e altas fogueiras o que não haverá grande nessecidade, a lenha pode meter-se na fogueira à medida que vai ardendo, tal como se fazia antigamente.

Li Malheiro disse...

Bravo conterrâneos que pôem de pé uma tal fogueira que alegra a noite e aquece os espiritos de natal que cada um leva até lá. foi bonito de ver as chamas e as faúlhas elevarem-se no ar para ilumonar va passah«gem, talvez, do Pai Natal ou para os mais antigo o Menino Jesus, que estão encarreges das prendas.
ue tenham sido as que cada um desejou,
Um abraço especial para todos com votos de Boas Festas Sempre.
Li Malheiro

Anónimo disse...

Paranboenses que pôem de pé a maior fogueira de portugal que alegram todo o povo de Parambos nesta quadra do Natal que é linda.
Um grande abraço para todos os Paramboeses um santo Natal e que o novo ano vos traga saúde paz e amor.

Anónimo disse...

Ola rapaziada de parambos,fiquei muito contente de ver essa bela fogueira.
Boas festas a todas as pessoas de Parambos.

Flora Seixas(Paris)

FLORIANO disse...

Concordo plenamemte com o Paramboense...Tamos que ver isso

Paramboense disse...

Lá esta a mania de pensarem ser a maior fogueira de Portugal. Querem grandes fogueiras, estas têm que ser feitas em grandes descampados depois dá no que dá. É para meia duzia de pessoas que passam por lá e o resto da população fica pelo houvir falar da fogueira. E comentam: Não vou lá porque fica muito longe e as pernas já pouco ajudam se foce aqui mais perto. Amigo Jorge Floriano vamos todos juntos repensar no assunto e para o ano vamos dar o prazer ás pessoas que mal se podem deslocar de lhes dar tambem o prazer da fogueira de novo no centro da aldeia. O convivio deve ser para todos e não para alguns. Continuação de boas festas.

Anónimo disse...

Também sou da opinião que a fogueira deve voltar para mais junto das pessoas. O Largo do Chôpo como aqui foi recordado pelo nosso conterrâneo Paramboense ou o Largo do Fundo do Povo mais a baixo junto do Largo em paralelo. A Escola realmente fica fora de mão e não é tão convidativa.

Anónimo disse...

Este nosso Paramboense que pelo que mostra saber deve ser do meu tempo lembra aqui as fogueiras no largo do Chôpo. Um que bom que eram aquelas fogueiras que ali fazia-mos e que aqueciam as almas de novos e velhos Homens e Mulheres de Parambos. Depois de uma bela cantada de porta os Natais à procura de uma moedita e por vezes uma mão cheia de Nozes, Figos ou Amendoas, com uma passagem de vez em quando pela fogueira para aquecer as gargantas.

Anónimo disse...

Venho aqui poucas vezes, mas, as vezes que venho os meus comentários ficam-se pelo caminho. Porquê? Será que o Atento não gosta de mim! Não me conhece e eu tão pouco.

Parambos no Coração disse...

Concordo com a fogueira num largo mais central, não sei é se o Sr Altino irá gostar da ideia.
De todos os Bloguista que aqui deixaram essa sugestão, acredito que só o Floriano é que vai à lenha, e não me digam os outros que não vão porque não concordam com o lugar onde é feita porque já quando era junto aos tanques, o pessoal que se vê nas fotos dos anos anteriores são sempre os mesmos.
Eu já fui muitas vezes, agora já à muitos anos que não vou porque normalmente quem vai são os jovens e eu já não o sou, mas, sempre que estou em Parambos nunca falto à Fogueira, sendo ela feita onde for e sendo ela ou não a maior e melhor do Conselho.
Jovens desta Linda Terra, não deixem morrer esta tradição e não se deixem levar na conversa de certas pessoas porque quando forem às Canhotas, já têm que ter lugar definido caso contrário se vão em opiniões não se faz em lado nenhum e depois ficam contentes os que não fazem nada.