31 dezembro 2006

Natal 2006 em Parambos, A FOGUEIRA (2)

A FOGUEIRA (2)…continuação…































Vamos agora ver a escultura que a “Irmandade do Pai José” elaborou com as canhotas e outras lenhas miúdas. Está uma obra digna de apreço pois revela o cuidado que tiveram na sua construção em altura e nos acabamentos, para isso contaram com a prestimosa colaboração do Sr. Luís que não se cansou de manter o recinto limpo.

Este Ano a Fogueira bateu recorde, e durante a noite foi ali que a festa passou com o espírito de Natal a andar por ali e aconteceram coisa que não lembram a ninguém, mas aconteceram. Houve sardinhas assadas pela duas horas da madrugada com mesa posta a preceito com o bom pão e o bom vinho e há quem garanta que lá pelas quatro da madrugada o galo cantou missa. A noite estava serena e a fogueira aquecia os ânimos que comungaram este momento.

Quem não esteve lá, perdeu estes momentos únicos que cada ano se revela à volta da Fogueira de Natal.

Saudações Natalícias.


Agradecemos ao amigo de Parambos, Jorge Pinto, que captou estas Imagens

Atentamente.

At Ento

2 comentários:

Anónimo disse...

Viva o S.Luis as pessoas de Parambos deviam ser todas como ele assim as ruas andavam sempre limpas ao pé da porta dele está tudo sempre bem limpo, ao contrário de outros........

Atento disse...

Olá caro Anónimo.
Os bons exemplos por vezes vêm de onde menos se espera por isso o realçamos como factor positivo.
Saudações.
Atentamente.
At Ento