17 abril 2007

Flores e os montes de Abril na zona de Parambos

Hoje vamos falar de Abril, um mês de Excelência pela riqueza cromática que desperta da terra como ideias revolucionárias que revolucionam e embelezam a paisagem e dão sal às reflexões da vida.





As manchas que enobrecem a paisagem, em Abril e amaciam o cansaço do caminhante brindando-o com o brilho cromático que parece aparecer por magia, a cada ano por esta altura.


E as Estevas, que parecem espreitar vigiando curiosas a paisagem que elas próprias embelezam, qual rainha perguntando: - Espelho meu, espelho meu...



Há também as Estevas simplesmente brancas que dançam suaves ao vento como borboletas esvoaçando no seu pequeno mundo rivalizando com a vizinha Urze que se eleva aos ceus nos seus tons nobres de lilaz e o perfume característico, pertence à família das Alfazemas.


E a paisagem pode ser simplesmente maravilhosa, se nela repararmos quando nos dirigimos a casa ou passeamos por estas bandas aqui à volta.

At Ento

12 comentários:

E-Bunny disse...

Querido amigo Atento,

Estas fotografias sim...iluminam este blog! Dificilmente se ultrapassa tanta beleza...
Quase sinto o cheiro do rosmaninho... tocado pela brisa transmontana!
Obrigada, querido amigo, por esta lufada de ar fresco num dia quente de Abril...em que o compromisso do trabalho não nos permite apreciar ao vivo tão belas paisagens!

Saudações fresquinhas

E-Bunny

mm disse...

Apesar de belas imagens pelo que vejo nelas quase que me parece que estas imagens não são de Parambos: estevas quase não se veem por la é mais a giesta, fragas amarelas tambem não e em Parambos as terras são mais de granito do que de xisto.

Anónimo disse...

olá mm said, quer-me parecer que também já não conheces as estevas...
um abraço amigo

mm disse...

Amigo anonimo conheco e muito bem, e tambem conheco as paisagens da minha terra....

Esmeralda disse...

Olá!
Que bem me soube este texto...bem completo em: côr, ideias, magia, beleza, brinde, brilho, curiosidade, reinado, dança, perfume, passeio, e para rematar condimento(sal), para "as reflexões da vida". OBRIGADA, por este "Abril" que também será especialmente meu daqui por oito dias.
Abraço
EL

Atento disse...

Olá cara amiga E-bunny.
Bondade a do teu olhar quando vês o mundo através desta simples janela, mas o cheiro esse quase sente de verdade.
A narureza é assim, está lá, sempre diferente, para quem repara nela.
Saudações com amizade.
At Ento

Atento disse...

Olá MM.
As tuas palavras revela a atenta observação e conhecimento das nossas paisagens, o que nos sensibiliza, pois vês com olhos de ver. e tens razão na análise elaborada da flora e das pedras, as nossas pedras são únicas (até se exportam).
Mas, nas legendas falamos do caminho para casa e do que se encontra nas paisagens, dependendo de onde se vem indo para Parambos, estas estavam lá para os limites das terras de Murça.
saudações sempre atentas,
At Ento

Atento disse...

Olá Caro Anónimo.
...Mas que as há, há!...
e claro o que fica à nossa beira também um pouco nosso.
Outro abraço com as nossas saudações.
At Ento

Atento disse...

Olá El.
Nós ficamos sem geito ao vermos as nossas simples palavras destacadas com essa sensibilidade.
Mas é esse sentimentos que nos leva a falar das coisas com mensagem e Abril é um monumento à vida e à cidadania.
Abril Sempre.
Saudações com amizade.
At Ento

mm disse...

Amigo Atento eu quando entro aqui eé para ver as coisas com ohos de ver e analizar e não pelo simples facto de colaborar quando escrevo sei o que escrevo. Saudações.

Blue Eyes disse...

Realmente não há paisagem mais bonita do que a "nossa"... os matizes de cor são belos em qualquer altura do ano!

Mais ma vez obrigada pelas lindas fotos que nos deixas!

Atento disse...

Olá Blue Eyes.
Nós é que ficamos gratos pelas tuas palavras sempre estimulantes e amigas.
Saudações com amizade.
At Ento