24 dezembro 2007

Uma Boa Consoada

Agora só falta acender a fogueira e ir prá mesa que o bacalhau quer... ser comido quente e com a boa penca regado a preceito com um tintinho de boa cepa e depois venham as lambarices que esta época recomenda.



Que o espírito de Natal esteja com todos e haja Harmonia, que a festa aconteça à volta da tradicional Fogueira com a família e os amigos.

At Ento

22 comentários:

Ana Maria disse...

Nossa, que rapaziada esforçada. Continuem sempre assim.
Feliz Natal à todos os paramboenses e ao At Ento.

Ana Maria
SP-Brasil

Anónimo disse...

Esta è a canhota que já deu muito que falar. Pra quem não sabe da história eu vou contar.
Todos estes rapazes foram à lenha para a fogueira e foram a este local para trazer o castanheiro que se vê na imagem, todos os que lá andavamos penssavamos que o castanheiro era de uma certa pessoa mas afinal è do Sr. António Almeida. O castanheiro está quase seco só tinha 5 ou 6 rebentos e com a força do tractor partiram-se 3 que foram para a fogueira já que o resto ficou lá.
Quando chegaram ao largo onde se fez a fogueira o sr. Almeida ao ver os ramos cortados desconfiou que fossem os dele, logo foi verificar e com toda a razão eram mesmo, discutiu com toda a razão e foi para casa. Nós que sabiamos que nao tinhamos razão fomos falar com ele para ver de que forma poderiamos resolver a situaçao prontificamo-nos a pagar só que o Sr. Almeida por 3 pernadas que no máximo podem valer 25 euros pediu-nos 250 euros, nós dissemos que para pagar 250 euros teriamos que ir buscar o castanheiro mas ele nao aceitou.

at ento disse...

Olá caro Anónimo.
Muito nos contas e aqui fica registado para todo o Mundo, pois nós já lá estamos por este meio de comunicação, e a comunicar se dá a Boa Nova do Natal, e de Tradição, que no que toca à fogueira sempre se fez, com lenha que aparece de algum lugar e TODOS se lá aquecem, sem perguntarem de onde veio... A melhor que ouvimos nestes tempos de BOA VONTADE foi: SE PARA O ANO OS HOMENS NÃO FIZEREM A FOGUEIRA VAMOS NÒS FAZE-LA, palavras de uma conterrânea de gema, que tem garra.
Claro que o Povo de Parambos não vai deixar de cumprir uma tradição, e se tem de ter um custo todos estamos lá, como estamos nas outras festas, dizem OUTROS à boca cheia.
Sempre assim será e tudo se resolve com a próxima fogueira epara que haja luz que ilumine os espiritos pois esta vida é curta e o que fica?

At Ento

S.Bartolomeu disse...

Caro Anónimo fosse o castanheiro de quem fosse não estava no chão tiveram a descaradeza de o arrancar por isso acho bem que os culpados paguem pelo abuso. Sou a favor da fogueira mas não desta maneira se se quer fazer lenha vai-se de porta em porta pela aldeia e pede-se a cada um que tem mata o favor de dar um pouco de lenha da sua mata para a fogueira que é de todos que nela se aquecem e assim deixará de haver estes problemas. Se O Sr. Antonio quer 250 € está no seu direito o castanheiro era dele por isso fará o que bem entender. Bom ano e até para o ano.

Anónimo disse...

Ninguem diz que o Sr António não tem razão só que é um exajero o que pediu por uma castanheiro que ficou lá porque afinal foram só 3 rebentos.
Se tiver que se pagar será pago e o povo está do lado da fogueira e já se ofereceram para ajudar a pagar.

Leão disse...

Podem contar com mais um para ajudar a pagar.
Viva a fogueira

Anónimo disse...

Enfim é falta de responsabilidade pelos organizadores. Eu não estive lá mas se estive-se ajudaria na organização como algumas vezes tenho ajudado. Agora não iria pagar pelos erros dos outros nestas coisas a organização tem que ter responsabilidades pelos actos cometidos.

Daniel disse...

Aos comentadores anónimos, agradecia que o nome do meu Pai não andasse aqui à baila....já muito se falou deste infeliz episódio e muito mais se irá falar.
Não devemos abandalhar este espaço a falar de coisas menos boas.
Obrigado,
Daniel

Beto disse...

Depois de ler estes infelizes comentários que nem sequer tinham que vir para aqui para ser comentados tenho a dizer: As pessoas que aqui se escondem como anónimos e em codigos têm medo de dar a cara porquê? Ou somos cinseros ou nos acobardamos em anonimatos e em códigos. Não são estes bloguistas os verdadeiros Paramboenses...

MM disse...

A dita confraria do Pai José que pague pelo abuso de invasão de propriedade alheia se querem fogueira vão a Misquel ou a Luzelos que são das melhores do Concelho.

Anónimo disse...

tem piada esta história da fogueira de Paranhos. Gostei daquela parte: "..penssavamos que o castanheiro era de uma certa pessoa.." essa pessoa deve ser emigrante no Brasil ou é alguém a quem se pode roubar sem que dê por ela.
Este grupo é profissional da madeira, sabem do que falam:"..3 pernadas que no máximo podem valer 25 euros.." 250 euros? na, na, 25 euros no máximo. Isto é o chamado assaltante faz-tudo, rouba e avalia os danos causados se for apanhado.
O importante é que o povo se entenda e que a tradição da fogueira se mantenha.
Saudações Leoninas,
Luso

at ento disse...

Olá Caros Bloguistas, Amigos e Conterrâneos.
Muito se conversa, e nada como uma boa conversa para se enteder como interage uma comunidade.
Pelos vistos em cada festa há um caso e para cada caso haverá sempre uma solução, "é a vida" como diria o outro.
Aquilino Ribeiro descrveu a tradição da fogueira de natal em "Quando os Lobos Uivam" (...Os moços andavam pelas lojas à lenha enquanto a aldeia assitia à missa do Galo... e quando saiam eram surpreendidos pele grade fogueira...) É isto, todos os anos se faz a fogueira e todos a acham bonita, agradável e gozam o calor que, democráticamente, ela espalha ao seu redor e ali se convive e se festeja e, sempre a lenha veio de algum lugar.
Assim continuará a ser pois como se diz na aldeia "se os Homens a não fizerem para o ano, nós, as Mulheres, a faremos" portanto há a promessa de continuidade da tradição e se houver erros haverá sempre uma solução, assim haja a boa vontade que a época inspira.
Que seja sempre Natal.
Continuação de Boas Festas com a nossa amizade.
At Ento

mm disse...

Acabem de vez com estes comentários que nada têm a ver com o titulo (uma boa consoada)e que já se esta a tornar uma palhaçada. Esses anónimos e atentos têm falta de nivel porque nem sequer deveriam lançar para aqui estas palhaçadas que em nada dignificam Parambos coisas de criança. Se querem fogueira para o ano vão a Misquel ou a Luzelos. sou da opinião que estes berrantes comentários deveriam daqui ser retirados. Um bom ano

mm disse...

Esse At Ento que tanto fala e nada diz porque não se identifica como pessoa At Ento não é nome de gente lança achas para a fogueira escondido por detrás da capa.

Glower disse...

Eu ao ler tal coisa só chego a esta conclusão...esse mm ao diser ao At Anto para se identificar como pessoa e que não é nome de gente, recordo-lhe que "mm" são letras do abc. As fogueiras em relação há de Parambos é uma das melhores.Mas a falta de nivel e de cultura de sertos "mm" que falam da tradição sem saberem a palavra tradição e descriminação pois a fogeueira de Parambos foi e continua-ra a ser tradição e das melhores. Misquel e Luselos são boas fogueiras tál como Parambos.Em Relação à canhota estou de acordo com a tradição mas tambem devemos respeitar o que é dos outros, o grupo devia-se ter informado 1º. Ao pagamento o grupo deve ser ele a pagar mas tambem concordo em não por aqui o nome do senhor, nem os nomes do grupo em causa, pois é com eles!!! Abraços para todos e viva Parambos quem não gostar de Parambos que se reduza á sua insignificância.

MM disse...

Glower? Isso é nome de quê? O cara deixa-te de coisas e vai mas é para a escola para aprenderes a escrever e corrigir os erros e não venhas para aqui falar do que não sabes. Sou: M de Manuel e M de Mendes.

glower disse...

Vá ver ao dicionário se for culto o suficiente para saber funcionar com ele Sr.ª Manuel!!! Já que dou erros fique a saber que não sou português escrevo sim o que sei, se vou para a escola? Meu senhor (“cara” é Brasileiro) tomara o senhor ter a importância e o meu saber, Sr.ª Manuel Mendes fique a saber que eu sei do que falo pois sou um homem de carácter suficiente para lhe responder: que conheço bem Parambos e as suas tradições. Tenha uma boa noite, e que Deus o ajude.

MM disse...

senhor glower sou uma pessoa de caracter e não estou aqui para lhe responder nem é este blog para responder a provocações mas sim para falar de Parambos e não para provocar ou insultar seja ele quem for. Fique bem e até numca mais ver.

at ento disse...

Olá MM
A falar é que a gente se entende, aqui e em qualquer lugar.
O que diz fica com a sua pessoa e não atinge quem quer, pois este canto é livre para pessoas livres que querem conversar.
Todos os temas são tema de conversa se houver nivel. Não basta "gritar" ou utilizar termos menos simpáticos que vai ter qualquer razão, nem este espaço é para fazer juizos, dá para entender?
Venha sempre se vier por bem.
Mas não venha impor termos à linha editorial deste blog, pois ele tem vida própria e pertence às gentes de PARAMBOS.
Atentamente.
At Ento

at ento disse...

Olá Glower.
Que vivam as tradições que no coração do povo só engrandece quem nelas participa. Sempre foi assim e assim será, como diz o nosso povo "todos, mas mesmo todos sempre se aqueceram mas ninguém quer saber de onde veio a lenha" e "quase todos já fizeram parte, no seu tempo, da rapaziada que em bom momento faz a fogueira"
Quem nunca se aqueceu que atira a primeira acha.
Por isso vamos viver o tempo e a tradição, o resto é um ponto na vida de um povo, fazendo parte do seu dia a dia não será a história apenas um caso e como tudo terá a solução do tempo.
Atentamente.
At Ento

JS de José Sócrates disse...

Esse senhor que se designa por mm e que diz corresponder a Manuel Mendes,(diz ele, vá-se lá saber!), devia corrigir os seus erros de pontuação (deve ser algum seguidor de Saramago)em vez de se limitar a corrigir os dos outros. Já diz o ditado "quem tem telhados de vidro..."!
E como diz o "nosso amigo" glower,
Que Deus o ajude.

Roberto Pinto disse...

Sonhar comanda a vidae sempre que o Homem sonha, o Munda pula e avança.
Que os vossos sonhos se concretizem em 2008.
Roberto Pinto