30 julho 2008

Escritos das Gentes de Parambos

Voltamos hoje ao tema que muito nos preocupa, a situação do Rio Tua, com a ajuda da inspiração sentida, de João José de Seixas, que clama versejando o que o Rio diz a quem o quer ouvir.





Que se faça o caminho e que a luz mostre a beleza que pode desaparecer se não despertar a sensibilidade de quem decide para que entendam que o futuro não pode acontecer sobre o cadáver de uma paisagem, e de todo um património modelado pelo homem, que se afoga.
O nosso reconhecimento ao contributo do poeta.
At Ento

8 comentários:

Lucas disse...

obg pelos elogios ao meu blog. eu sempre tento deixar ele o maximo de verde possivel. estou ate pensando em trocar de template mas o blogger sempre fica dando erro e tb estou com mt preguica pra isso. vc conheceu meu blog como? fico feliz qd alguem entra no meu blog naturalmente

at ento disse...

OLá Lucas.
É a cor que puxa, verde é connosco é com naturalidade que se vai descobrindo o tom do melhor time, que é sempre o nosso.
Gostamos do seu blog porque revela muita entrega e isso é bom e não me pareceu "preguiçoso" pois ali está muito trabalho.
Também gostamos muito de te ver por aqui.
Esperamos voltar à conversa, pois uma das coisas boas de vida é um "bate papo".
Saudações verdes com a nossa amizade.
At Ento

Anónimo disse...

Vemos aqui um rio seco; Construa-se a barragem

Anónimo disse...

a vida é feita de altos e baixos ,não de águas paradas... o rio é assim e a vida q nele exixte também precisa disso.
deixem o Nosso rio livre, para um dia os nosso netos tenham orgulho de nós

Helder Seixas disse...

Parabéns por estes escritos ao Sr João José Seixas,
Com saudações Paramboenses,
Helder Seixas

Sei que existes disse...

Poesia muito bonita e inteligente!
As fotos estão fantásticas.
Espero que o ser humano saiba preservar tanto a beleza como os beneficios do rio.
Beijocas grandes

miguel disse...

Parabens ao autor desta bela poesia inspirada nesta pasagem sem igual, está um poste fantástico, obrigado atento.saudaçoes verdes a todos

Anónimo disse...

bonjours;
se une tres belle poesi
qui parle de se jolie paysager,
mais le proleme qui a ,ils sont entrain le detruire se tres domager...........merci vive se jolie village parambos