12 setembro 2006

Breve História da nossa terra (1)

Parambos é uma freguesia do concelho de Carrazeda de Ansiães, donde dista de 5 quilómetros e para Ocidente, situada próximo da estrada, que vindo de Vila Flor, segue para a estação do Tua, bifurcando na Portelinha em direcção a Paradela, Pombal, Abrunheda e IP4

Sobre o seu passado não abundam as indicações, embora se possa falar em povoamento pré-romano na região. No entanto, só depois da formação da nacionalidade é que aparecem alguns dados desta povoação da margem esquerda do rio Tua.

O primeiro povoado, segundo os locais, terá sido em Santa Marinha, no vale do mesmo nome rico em água e frutos como, uvas, pessegos, maçãs, figos, amêndoas e bolotas de sobreiro, mas de terra areenta e pobre. Aí se sentiram vitimas das formigas que enxameavam por lá e punham em riscos as suas colheitas. Na ânsia de se livrar de tal praga e encontrar melhor terra e mais arejada foram subindo a encosta, seguindo um ancião que por sua vez seguia o burro, que mansamente escolhia o caminho. Ao chegar aqui, onde começa o planalto de Ansiães, o animal parou para se atirar a uns tufos verdes que lhe chamaram a atenção. O Ancião que vinha observando os sinais, parou, fez o seu povo parar a marcha e disse: “a terra é negra e parece boa. O ar sente-se e é bom. A água jorra e temos lenha, prá fogueira, por perto. Paramos aqui? Aqui paramos! Responderam os que o seguiam. Aqui assentamos as nossas tralhas e faremos deste lugar o nosso poiso, terão dito entre si. O Ansião terá sentenciado: que assim seja, pois estamos todos de acordo e cansados da caminhada.. Que este lugar se chame Parambos para que nos recorde que todos o procuramos, o achamos e aqui paramos, e daqui se pode ir para qualquer lugar.

(1) ...c ontinua...

atentamente

At Ento

2 comentários:

Anónimo disse...

FREGUESIA DE PARAMBOS:
Situada na margem esquerda do rio Tua, em ambiente de grande beleza, Parambos é constituida pelos lugares de Misquel,Venda Nova e S.Pedro, dista a serca de 5 Klm da sede de Concelho Carrazeda de Ansiães. O curioso nome da freguesia relaciona-se com o português antigo. Segundo Pinho Leal, Paramo significa lugar, povo,casal ou herdade que tinha os previlégios de honra, por nele se haver criado aos peitos de alguma mulher casada, o filho legitimo de um rico homem, ou fidalgo honrado.
O abade de Baçal tem num entanto uma teoria difernte e coloca a hipotese, entre várias, de Paramos (Paramio) significa campo inculto e desabitado. Em redor da sua fumção gravita uma teoria segundo a qual uma praga de formigas teria obrigado os seus habitantes a abandonar o local de origem da povoação e a deslocar-se para o sitio onde encontra hoje. A formiga branca, terrivel térmita que tudo devora e se alimenta da celulose consentrada na madeira, é irresistivel e daí a impotência e o desespero dos habitantes da antiga Parambos.Do século XVIII é uma excelente pedra de armas que se encontra numa das mais importantes casa senhoriais da freguesia que apresenta as armas dos Ferreiras.
Aqui nasceram: Manuel de Morais Magalhães Borges, ilustre personalidade do Concelho, foi fidalgo da casa real e escritor da sua terra.
Dr. João José de Freitas, Doutorado em Direito, professor, deputado e senador, foi o primeiro Governador Civil do Distrito de Bragança, foi assassinado no Entroncamento em Maio de 1915.

É este o nosso Parambos
Um abraço aos Paramboenses.

Atento disse...

Olá Caro Anónimo.
Obrigado pela tua contribuição, histórica.
Acho que devemos publicar esta passagem num artigo, pois neste sítio dos comentários pode não ser vista por todos os visitantes. Será interessante fazermos uma página, um dia destes, com as personalidades e factos marcantes de Parambos.
São ideia que já tínhamos, mas as coisas vão devagar, também temos o tempo todo e o passado não foge.
Como podemos constatar, na prosa que nos envias, Parambos tem passado, mas nem todos os autores são unânimes, depende das épocas e de quem escreve.
Claro que o passado continua para além de 1915, pelo menos o nascimento deste lugar na Comunidade Verde, que também deu um presidente ao Sporting Clube De Portugal.
O passado também é dinâmico, por isso é importante mantermos hoje a chama que amanhã fará a história.
Por isso é que temos de manter o espírito da aldeia coeso. Isso é Parambos.
Saudações sempre verdes e um abraço leonino.
Atentamente.
At Ento