14 setembro 2006

continuação da "Breve História da Nossa Terra" (2)

...Continuação...

Há uma lenda local em que a "Nossa Senhora" terá aparecido no Cabeço que fica bem no topo da aldeia, no caminho da Serra, e, sentando-se numa cadeira natural, esculpida na rocha, pediu para lhe construírem uma Capela. O povo Achou que a Senhora estaria bem era na igreja, local mais apropriado à santidade da senhora e por isso para lá a levou. A Senhora. porém. voltava ao Cabeço. Isto passou-se ao longo de um tempo, trazer a Senhora para a igreja e esta a "fugir" de novo no Cabeço. Como não atendiam o seu pedido de capela ali, a Senhora perdeu por lá a paciência e foi para outro Cabeço, o de Vilas Boas, onde aí lhe erigiram a capela e onde hoje é festejada a cada 15 de Agosto, numa romaria muito concorrida. O que é facto é que, actualmente, a cadeira lá se encontra num pedregulho enorme, e quem lá se senta, diz que é muito confortável independente de ser mais o menos gordo, parece ser talhada à medida de cada um. Mas não só, ali por perto, podemos ainda descobrir uma pedra bolideira que qualquer um tomando-lhe o geito a faz balançar; um túnel debaixo da rocha grande, onde se testava a destreza ou o medo dos rapazes, de serem capazes ou não de o passarem; o escorrega, que pelo Pentecostes era usado por rapazes e raparigas, estes tentavam que elas se sentassem nos seus colos para não rasgarem os vestidos, diziam! quando iam espreitar a pedra que chora lágrimas da santa, e quando isso acontecia tentavam trazer essas gotas que escorriam por dentro da rocha e que tinham virtude. Por isso é que as mães deixavam ir as filhas. Esta data era tão importante que até a Professora costumava dispensar os alunos, que por essa altura, próximo de Junho, estudavam ao fim de tarde para se prepararem para os exames da quarta classe, coisa levada muita a sério.

...continua...

Atentamente.

At Ento

8 comentários:

Anónimo disse...

A nossa história é realmente muito bonita, mas a nossa escola primária fechou, passou mesmo à história! E o que dizer dos petizes que estão a três minutos de Linhares e são os primeiros a entrar na camioneta para chegar à dita aldeia, só chegando passado quase mais uma hora. Como se não bastasse são também os últimos a chegar a casa. Assim não!!

Atento disse...

Ben vindo caro anónimo
Falas com ponderação e conhecimento de quem sabe que a história também se constrói hoje.
É muito pertinente o teu ponto de vista e dá que pensar se não estamos hoje a escrever a História, de um periodo que é o fechamento de uma porta de saber e cultura no espaço que é a nossa aldeia. Que ganha a aldeia com este procedimento? é politico como sabemos. Os politicos que hipotecam assim o futuro serão responsabilizados ou não? cabe-nos o nós julgá-los, não nos esquecemos disso.
Que cidadania é esta que obriga, como muito bem referes e prova que estás atento, que os nosso filhotes andem em bolandas e tenham de sair do seu espaço para exercerem um direito que têm, e que a democracia exige, que é o de aprender.
Atentamente
At Ento.

Anónimo disse...

OLA,SAUDOSOS CONPRIMENTOS PARA TUDOS.GOSTO,DE TODAS AS IMAGEMS QUE VI,DA PARA MATAR SAUDADES PARABENS.A NOSA ESCOLA JA ESTA ENCERADA TAL COISA NAO IMAGINAVA. QUE VAI SER DO MARCO DAS NOSAS VIDAS.

Atento disse...

Olá caro Anónimo.
Que sirva este espaço para manter viva a saudade que te vai na alma, do nosso cantinho, e já faz a sua função.
Tens razão, triste mas é verdade, fecha-se uma escola hoje e, amanhã será a própria autarquia que fechará, pelo andar da carruagem... Já lá diz o provérbio.
Parece que houve pessoas que gostaram deste desfecho. Assim podemos ter um centro para os velhos, dizem. Pobres vão os tempos em que se tem de fechar uma escola para fazer um centro para a terceira idade. Claro que o Centro já devia existir à muito tempo pois é um direito, mas se para isso se fecha a escola, então temos tudo dito sobre o futuro. Pois não no ensinaram que o futuro sãO as crianças? Parece que "os mais velhos" e os politicos esqueceram isso.
Vamos tentando nós manter Parambos no Mapa.
Saudações verdes de esperança.
Atentamente
At Ento

Daniel disse...

Infelizmente é a triste realidade da nossa terra e não há muito a fazer...o encerramento da escola era inevitável e é mais um sinal de desertificação...já imaginaram como vai ser Parambos daqui a 15 anos ?
Tal como referes Atento, resta-nos tentar manter Parambos no Mapa e sempre que as nossas vidas o permitam, dar um saltinho à nossa terra e nunca abandoná-la...cada vez mais Parambos precisa de nós.
Inté
Daniel

Atento disse...

Olá Daniel. Ainda bem que opinas neste assunto. Pois o futuro, dos pequenos lugares, joga-se nestes pequenos acontecimento. O que mais me entristece é ver pessoas contentes por acontecerem. A escola mesmo não sendo lugar de estudo efectivo, por não haver alunos, devia ser um lugar de memória, um pré museu, um centro de juventude. As pessoas que sentem que falta, eu direi Há imenso tempo que falta, um lugar para apoiar a terceira idade, não deviam ter esperado que a escola fechasse.
Mas Parambos Sempre.
Nós precisamos que este espaço seja eterno. Não há nada melhor que o nosso cantinho verde, com sol e uma boa conversa e o tempo a passar lentamente entre um golo e um copo.
Um Grande Inté.
At Ento

Anónimo disse...

so agora tive acesso a este blog parabens e uma maravilha quanto ao fecho da escola partilho da vossa opinião. Centros de dia já deveriam estar feitos antes do fecho da escola a escola e dos jovens e não dos idosos que alguns também passaram por lá

Atento disse...

Olá Caro Anónimo.
Sê Bem-vindo a este nosso espaço que enriquece mais a cada nova chegada. O Objectivo é chegar a todos os Paramboenses em todo o lugar. Estamos felizes por teres chegado.
Partilhas e bem o teu sentimento connosco sobre o fecho da nossa escola. Não sei se sabes que os nosso alunos foram para a escola da aldeia de Linhares, mas o interessante é que essa aldeia não tem alunos?
São politicas...
Saudações verde.
Atentamente.
At Ento