24 novembro 2006

Património de Parambos, altares e santos

Vamos hoje pasar o nosso olhar pelo património e arte sacra que temos e podemos admirar na nossa igreja.
O altar môr de boa execussão em talha dourada e um arco central de relevo que põe em destaque o corpo central do altar, onde se impôe o sacrário e por cima deste em direção ao topo há como que três patamares que fazem base a um sol resplandecente que no mira lá do alto.
Os motivos que o decoram são vários, desde ramagens estilizadas, anjos, arcanjos e querubins.



As partes laterais são também ricamente trabalhados e aqui estão em destaque dois nichos ladeados arcanjos e querubins e onde se venera, do lado esquerdo, de quem olha o altar de frente, o santo padroeiro e do lado direito o S. joão de Brito.
existem aqui portas, que se dissimulam na decoração, que dão passagem para a parte de trás do altar, servindo para ser mais fácil o seu arranjo e manutenção.









No corpo central da igreja existem outros altares dignos de admiração.
Aqui destacamos o que está do lado direito, e no qual se venera a Senhora do Rosário.
Este altar é lindissimo pela riqueza cromática que emana.
Tem sacrário e as colunas "torças" de uma plasticidade imponente e tons suaves e muito equilibrados.
Este altar está inserido na talha que envolve o arco que separa a nave central da capela môr e faz par com o altar do lado esquerdo, dedicado à Senhora de Fátima





Temos no lado direito um altar lateral. O Altar das Almas, nele se pode admirar uma pintura alusiva às chamas do inferno, em que as almas padecem.
Sobre essa pintura destaca-se um Cristo crucificado realista e sofredor que nos observa nos últimos estertores na cruz.
também aqui se vêm restos de talha, não tão exuberante como nos altares já referidos.





Do lado esquerdo outro altar lateral, este dedicado ao Mártir S. Sebastião. Ainda são visíveis os traços dos dourados e dos elementos decorativos, que outrora seriam belos.
Todos os altares revelam os cuidados de mãos carinhosas que os vão embelezando com as flores e as toalhas brancas, simbolos da pureza do lugar e dos aromas da terra.
São muito belos estes conjuntos que se enquadram em toda a talha dourada e as pinturas com que a igreja foi decorada.

Atentamente.
At Ento

7 comentários:

Lektor disse...

A nossa igreja é uma das mais bonitas. No entanto, o tempo não perdoa, mesmo com o cuidado das pessoas que tão fervorosamente a embelezam.
Lektor

Atento disse...

Olá Lektor.
As mão por vezes não cuidam tão amorosamente. Mãos houve em tempos que pensaram que, raspando os altares estes ficassem mais limpos, nota-se nos altares laterais.
Boas intenções não é sinónimo de boas decisões.
Mas que é bonita a nossa igreja.
Saudações.
Atentamente
At Ento

Anónimo disse...

Amigo At Ento:
A nossa igreja e mesmo bonita tanto no interior como no exterior. No interior pela beleza das suas imagens, no exterior pela beleza da paizagem.
Quanto as mãos que penssaram em raspar os altares, estas não o fizeram para estragar mas sim e muito bem para tentar a sua recoperação so que o dinheiro é pouco e não da para tudo, ainda quando se gasta mal gasto como foi o caso de comprarem um relogio novo QUE POR ACASO ATÉ ESTA PARADO NÃO FUNCIONA devemos louvar e apoiar quem quer com algum sacrificio fazer obra e não criticar.
Amigo AtEnto para informação o orçamento para o restauro dos altares (talha) da nossa Igreja no ano de 2000 era na altura de 10 000 contos, hoje será ainda mais aonde esta esse dinheiro (não há).

Um abraço e continua sempre Atento.

Atento disse...

Olá Caro Amigo Anónimo.
Pegamos na tua sugestão e publicamos uma panorâmica do exterior da nossa igreja, que é como dizes linda, por dentro e bela por fora.
Claro que as mãos que cuidam nunca fazem nada com intenção de estragar.
Mas acontece por várias razões, situações que nos surpreendem. Aprendemos.
Em outra situação, já agora, pensaram em descobrir a pedra e descobriram que afinal tinha de se manter o reboco pois a pedra era mole que se desfazia na lavagem. Aprendeu-se também.
O relógio, nos dias de hoje,uma "vaidade" desnecessária, gasta-se e não trabalha. Hoje toda a gente tem as horas em qualquer objecto, daí não ser de todo necessário, mas ainda há quem julgue que é importante tê-lo ali...parado.
Falar disto não é dizer mal, é falar das nossas coisas, pois este lugar é aldeia,inventar isso é que nunca.
A Manutenção das coisas custam dinheiro. Sabemo-lo, tem-se feito bastante, e todos, todos mesmo, pois é publico contribuiram para isso. Honra seja feita pelo esforço de cada um, mas o dinheiro...é e velha questão, num lugar pequeno não se pode andar sempre a pedir grandes quantias. A solução podia passar pela catalogação de Património a perservar. Rstes passoa são politica de influência e de puxar projectos.
A falar das coisas por vezes é que se faz luz.
Vamos continuar a falar.
Saudações com amizade.
Atentamente.
At Ento

Anónimo disse...

bonsoir a tous
boa noite a todos

Je suis portugaise mais vivant en France, j'écris ce petit mot pour dire tout simplement
Notre église est la plus belle de tout Portugal entier

Beijinhos para todas as pessoas de Parambos.

Christina do 93

Atento disse...

Olá Cristina. Bem-vinda ao Nosso blogue.
A tua presença contribui para este cantinho ter mais brilho, pois as palavras com que tu defines a nossa igreja e Portugal, são disso amostra.
É muito bom ver escrito em Francês mensagens sobre o nosso Parambos.
Contamos sempre com a tua presença.
Saudações.
Atentamente.
At Ento

Anónimo disse...

Bonsoir à vous,

Merci, mais ne vous inquiétez pas, cela sera avec grand plaisir que je viendrai voir les nouvelles choses que vous écrirez sur notre petit village qui est PARAMBOS.

Beijinho para vocé
Christina