04 junho 2007

Cerejas

As cerejas que agora despontam, corando a paisagem com o seu rubro acetinado, espreitam recatadas por entre as folhas verdes, que de tanto coar a luz ficam com um tom transparente que delicia o olhar, de quem anda a ver a paisagem.





Mas as cerejas, ah! essa delicia sumarenta, uma tentação para quem anda por aí e se depara com elas, sedutoras e desafiadoras, como que se o dono andasse longe, se pretendem entregar à volúpia do palato que saliva de antecipado prazer.



Assim a paisagem vai adquirindo tons que são a marco do mês de Junho, em que os primeiros frutos começam a dar o tom da colheita com que a Primavera se prepara para deixar como boa lembrança.




Que estas imagens sirvam para despertar a saudade e assim arranjarem vontade para vir ver e saborear estes momentos em Parambos, de preferência ao pé de uma cerdeira.



At Ento

12 comentários:

Blue Eyes disse...

Que deliciosa tentação nos mostras hoje...cá para nós que ninguém nos ouve!se forem roubadas ainda sabem melhor...
Parabéns pelas fotos...o teu blog parece como as cerejas...atrás de um "belo" assunto vem outro!Continua a "brindar-nos" com as coisinhas boas do nosso querido Trás-os-Montes.

Atento disse...

Olá Blue Eyes.
É como dizes, sorte a nossa que o dono tinha ido dar uma volta e nós pimba, umas fotos para mostrar aqui.
Um brinde pois à Natureza que assim é pródiga quando o Homem trata bem, neste casos as cerdeiras.
Saudações com amizade.
At Ento

Xo_oX disse...

Viva
Que bonitas cerejas, até apetece comer...
Até que enfim vejo esta gente gostar de alguma coisa que não seja verde...

Um abraço

Atento disse...

Olá caro XO_OX.
...Em fundo verde, claro! mas há tons que se apreciam como eles são, assim ao natural.
As cerejas estão a puxar e são um regalo...
Um abraço.
At Ento

Helder Seixas disse...

Claro que há coisas vermelhas que são boas, estas cerejas são bem o exemplo disso.
Mais uma vez parabens por estas fotos "Atentas" da época.
Helder

Atento disse...

Olá Helder Seixas.
Estão tão bonitas as verdes cerdeiras pintalgadas dos tons vermelhos, carnudos e sumarentos que convidam ao pecado da gula.
Saudações com amizade.
At Ento

E-Bunny disse...

Querido amigo Atento,

Não fossem as cerejas o meu fruto favorito, terias de qualquer maneira feito crescer água na minha boca com estas deliciosas imagens!
Não haja dúvida que a Natureza nos brinda sistematicamente com miminhos divinais...quem não a pode apreciar!

Obrigada por este deleite!

Saudações doces

E-Bunny

P.S. - Não tenho vindo aqui com a frequência que desejaria...mas acredita que nunca me esqueço deste teu cantinho!

Atento disse...

Olá cara amiga E-Bunny.

Eu também acho, "miminhos divinais..." deve ter sido, foi de certeza, com uma cereja que a Eva tentou o Adão, na história do mundo, mas o narrador, com a mania das grandezas, achou que ficava melhor uma maçã na história.
Saudações com amizade.
At Ento

Esmeralda disse...

Olá
- Que maravilha: texto e imagem condizentes: na perfeição!Vale apena!
Parabéns!
Esmeralda

Atento disse...

Olá Esmeralda.
É bom vê-la por aqui, lá por casa estão todos satisfeitos com a Taça tão briosamente conquistada, nós também.
Escrevemos ao correr da pena, mas ao ler a suas palavras sobre as nossas achamos que quem lê é que lhe encontra o mérito, e sem falsa modestia é um estimulo a continuar.
Gostamos muito da visita.
Saudações com amizade.
At ento

UJjjjj-O disse...

Olá UJO Mor

desculpa só agora, muito tradiamente, fazer comnetários ao teu blog, embora o tenha visitado amiúde.Além de todas as maravilhas verdes que tens publicado, conseguiste agora salpicar com uns deliciosos tons de vermelho.Continuação do óptimo trabalho que tens realizado e prometo-te que futuramente estarei ainda mais atento aos teus posts.Saudações sportinguistas e abraços transmontanos das terras da Vilariça.
O outro UJO (sem ser o júnior).
Abração

Atento disse...

Olá!Grande UJO.
Planando neste espaço? era por aqui, na borraceira que, dizem os mais antigos que os Ujos faziam ninho e a noite se ouvia o seu canto "Úuuje...Úuuje"
Pois ficamos com a taça e para o ano é que vai ser.
Esperamos que por aí, pela Horta de Vilariça o tempo seja de feição.
Nós por cá continuaremos, pois este cantinho é reconfortante para receber.
Um abração verde.
At Ento