01 fevereiro 2007

A Apanha da Azeitona em Parambos

Hoje vamos falar da apanha da Azeitona em Parambos.

Esta recolha fotográfica foi feita pelo nosso conterrâneo Hélder Seixas que muito simpaticamente nos fez chegar e hoje vamos ver momentos e cenários em que se desenvolve esta actividade.

Normalmente a apanha acontece nos fins do mês de Dezembro e seguintes, depende do grau de maturação da azeitona e do factor tempo.

Se está de chuva não é bom, pois tudo fica mais escorregadio e pesado. Pesados os toldes, pois para além da azeitona carregam também a água. Pesada roupa que começa a encharcar e ficamos desconfortáveis. Desconfortável é também o acto de varejar, pois ao bater nos ramos levamos com a água, que escorre da árvore, na cara.
Se está muita geada, não faz bem às oliveiras e as pessoas gelam.
Mas é um atarefa que se faz sempre no Inverno e para ter o bom azeite tem de se apanhar azeitona.


A apanha consiste em varejá-la. Varejar faz-se com uma vara batendo cadenciadamente nos ramos onde está a azeitona e esta vai caindo para os panos, ou toldes de "nylon" que se estendem por baixo da oliveira.


Depois procede-se ao ensacamento da mesma e passa-se para outra oliveira e assim sucessivamente enquanto houver olival ou dia.


No caso aqui retratado, em casa procede-se à limpeza da azeitona que consiste em fazê-la passar por uma "erguedeira" onde a azeitona vai passando e largando a folha que vinha junto.

Podemos ver o porte das oliveiras, é pois um olival bastante antigo.

Atentamente.
At Ento.


10 comentários:

Daniel disse...

Olá Malta,
Falta uma foto do varejador mais desejado da colheita deste ano...o João Seixas (Raposo)...ao que dizem é o melhor na arte de pegar na vara...

Inté,
Daniel

sofia m disse...

A apanha da azeitona é uma boa candidata a "Trabalho agrícola mais ruinzinho de fazer de Trás-os-Montes". Quem gostar que se acuse...

Anónimo disse...

Não é dos piores trabalhos. Eu gosto não pelo frio porque a trabalhar não se tem frio mas sim pela hora da fogueira por volta do meio dia com as brazas e a grelha a pedir os assados (alheira, chouriça e umas tirinhas de carne de porco)tudo assado na braza acompanhadas com pão e vinho do melhor. Tudo isto ultrapassa o frio. Até porque o nosso prado e santa marinha é um lugar abrigado não faz frio.

Lektor disse...

Eu voto no "trabalho mais ruinzinho". Claro que a fogueira e os assados ajudam, mas mesmo assim...
Lektor.

Atento disse...

Olá Daniel.
Lá que vareja bem, o joão Seixas, é verdade e é um bom companheiro, mas este anos não levou o fotografo.
Havemos de o apanhar.
Um grande inté para ti.
AtEnto

Atento disse...

Olá Sifia M.
Se vamos a votos a mertenda ganha de certeza, não há merenda como esta,o trabalho logo se verá.
Saudações.
Atentamente.
Et Ento

Atento disse...

Olá Caro Anónimo.
O prado é abrigado é, mas o sol só lá chega pelas 11 horas, Santa Marinha sim é um vale muito bem aninhado em«ntre as duas encostas. Mas é como dizes, a merenda é um prémio merecido e é única.
Saudações.
Atentamente.
At Ento.

Atento disse...

Olá Lektor.
Enão já nos votos? vamos a isso que a azeitona só para o ano é que volta. Se for como reza o rifão: Ano Sim ano não. este ano dará pouco trabalho.
que se salve a merenda.
Saudações.
Atentamente.
At Ento

Anónimo disse...

para o trabalho m ais ruinzinho, mais um voto.
ressalva-se, claro está, a merenda e a fogueira...

Atento disse...

Olá caro Anónimo.
fica registado mas...
...Quem não trabalhs não come, não é assim que diz o rifão?
Atentamente.
At Ento