26 maio 2008

A Procissão, no Dia do Corpo de Deus, em Parambos (3)

Vamos hoje concluir a longa reportagem do Dia do Corpo de Deus e de como este dia interfere, de forma muito interessante, na vida da aldeia.
Tínhamos ficado no Fundo do Povo...


Subimos agora a rua principal, em direcção ao Chôpo, passando pela Junta freguesia e pela sede do Sporting Clube de Parambos...

No Chôpo o Leão olha soberanamente o povo que vai passando...


Aproximam-nos do Cimo do Povo, onde a legenda verde se impõe...



E regressa a Procissão ao ponto de partida...

Ainda vai dar a volta ao Adro...


Para entrar na Igreja, que espera acolhedora os caminhantes


Volta a ouvir-se as orações finais....


Os sinos deixaram de tocar, pois o Senhor voltou...


Ficaram os indícios coloridos e aromáticos, ainda em bom estado, dos arranjos florais que as Mulheres construíram para este dia.
Esperamos ter dado uma visão global e com sequência para desta forma, quem cá não pôde estar, possa seguir o percurso e alimentar as saudades dos recantos especiais da Aldeia que tanto prezamos.
At Ento

9 comentários:

Anónimo disse...

Não me canso de mostrar estas imagens aos meus colegas de trabalho.
É um orgulho. Parabéns a todos os que contribuiram, quer na realização, quer na divulgação deste dia.

Helder Seixas disse...

Parbéns pela reportagem ao "Atento" e a quem a tornou possivel de se mostrar.

at ento disse...

Olá caro anónimo.
Como te compreendemos, nós que vivemos estes momentos nunca nos cansamos de os rever, pois são momentos de sentir a aldeia como ela é.
E a nossa é assim.
Saudações com amizade.
At Ento

at ento disse...

Olá Helder Seixas.
Foi uma tarefa colectiva, de muitas pessoas, Mulheres, que ornamentaram assim o percurso da Procissão. Elas merecm mesmo os parabéns pelo empenho. Nós só mostramos esta beleza conseguida e desta forma homenagear o trabalho.
Saudações com verde amizade.
At Ento

Lektor disse...

Não me canso de pensar que este blog foi mesmo uma ideia estupenda!
Se não podemos ir a Parambos, Parambos vem até nós. Obrigado Atento.
Lektor

at ento disse...

Olá caro Lektor.
É o que nós sentimos de cada vez que nos miram temos a sensação de estar na casa de quem nos mira e assim crescemos em família e novos os amigos que nos descobrem.
Este lugar nasceu na saudade e é para a alimentar que aqui estamos, e ninguém poderá jamais dizer que não sabe o que se passa por cá, pois as coisas passam por aqui, como muito bem realças.
Saudações com a amizade de sempre, Verde!
At Ento.

Ana Maria disse...

Muito me emocinam essas bonitas imagens. Sempre é bom saber e ver as notícias, as tradições, e até mesmo parentes que já se foram.
E é vendo tudo isso que as saudades e a vontade de estar aí aumentam.
Um grande abraço.

Ana Maria.
SP - Brasil

at ento disse...

olá Ana Maria.
É sempre com prazer que lemos as suas palavras que falam de saudade e nós também, nos emocionamos quando sentimos que estamos a homenagear a memória e manter abertos os laços que unem toda a gente de Parambos que está pelo mundo.
Este dia foi muito bonito, com chuva e frio mas muito colorido e com gente, como viu nas fotos.
As nossas saudações com amizade para todos.
At Ento

Ana Margarida Narciso disse...

nunca será esquecida esta procissão de Parambos