18 novembro 2007

Percurso das Fragas, da Borraceira à Ribeira

Hoje vamos falar, mostrando cenas de uma caminhada num percurso belíssimo que começando na Curva do Chouriço vai levar estes ciclo/pedantes até às fragas da Ribeira.


Alvorecer junto à Canelha, com a aldeia de Castanheiro do Norte em fundo numa bela paisagem que madruga às primeiras luzes da manhã. Para começar de bicicleta.


De bicicleta até à Borraceira, aquecendo na subida e preparando os músculos para caminhar. De notar a beleza da profundidade da paisagem.


Começa a Caminhada pelo caminho empedrado e em bom estado que vai dar no caminho de terra batida, também bem conservado e daqui à "zona dos Alemães" que pressentimos mas não vimos, como não mostraram interessa em falar connosco, também não perturbamos a quietude do lugar. Uma pose para descansar breves segundos.


A paisagem de além rio Tua está hoje com um enquadramento muito belo a esta hora da manhã em que o neblina acorda e flutua no espaço dando este toque de leveza singular

A caminhada continua e mais uma pose para ilustrar o percurso e a paisagem.



Chegamos à primeira pedra, chamada das Ferraduras, onde contam marcas das ditas, de covas, e de canelos, (ferraduras de bois) e de cruzes. Ao chegar aqui deparamos com marcas de vandalismos - a placa que estava lá a sinalizar a pedra tinha sido "cortada" e pior do que isto, a pedra tem sinais de ter sido picada é de lamentar este facto de falta de civismo.

A caminhada continuou, pois até à Pedra Rainha, (que muito encantou o António Seixas que no-la indicou), uma pedra de forma cónica com a particularidade de ser oca criando assim um nicho natural e espectacular. Poucas são as pessoas que a conhecem, mas vale a pena ir até aqui, com quem saiba o caminho, para além da Pedra a paisagem é simplesmente magnifica.



Aqui, uma vista da imponência da "Pedra Rainha"

Depois da chegada, descansar um pouco pois o regresso vai ser a subir.

Por agora ficamos com a ida.
At Ento

7 comentários:

Helder Seixas disse...

Boas, mais uma fantastica e Atenta reportagem fotográfica.
Parabéns
Saudações Leoninas,

monge e eremita disse...

Olá amigo Atento

Pois é de lamentar que, tantas pessoas gastem parte do seu tempo a vandalizar património que é de todos e que para todos vai ficando, gravado na memória das pedras.

Abraço transmontano

monge

Anónimo disse...

ho nuno esta muito ben na fotographia isto foi escristo parre uma pessoa SECRETA ?????
que toda gente de parambos va bien muitos beijinhos

Anónimo disse...

ola Parambos!!!
que bonitas sao estas nossas paisagem. E sobre tudo o meu querido priminho que esta muiot bem nas fotografias. Comprimentos para vos todos.Monica franca

sofia m disse...

É um passeio que vale bem a pena. Boas fotografias, que trazem boas memórias.

Anónimo disse...

Sem comentários é Parambos lindo como sempre. Este é dos passeios que vale apena fazer e visitar estas maravilhas logo pela manhâ respirando o ar puro da Borraceira e Ribeira. Ee já estive lá e voltarei sempre que possa.

Lektor disse...

Sem dúvida uma reportagem que ilustra o facto de termos uma "terra" muito bonita. Só é pena haver pessoas que não dão valor ao pouco que temos. Saudações Paramboenses,
Lektor